19-08-2019

A ANÁLISE | OPINIÃO

Quando os Eleitores São Papel Higiénico

Votos do utilizador: 4 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativa
 

Grande, em grande está o Alojamento Local em Portugal.


Parabéns às mais de 200.000 pessoas diretamente ligadas ao Alojamento Local, que dele dependem para obtenção da sobrevivência financeira e ao milhares ou milhões que do AL também retiram benefícios e rendimentos, como Lavandarias, Transportes, Seguros, Restaurantes, Reparações, Remodelação, Decoração, Têxteis, Supermercados, Aviação, Tecnológicas, Telecomunicações..., o Estado..., Portugal!

Só desde 2014 registaram-se ou legalizaram-se mais de 70.000 ALs ( são 71438 à data deste artigo ) segundo dados oficiais.

Por cada AL há em média 3 pessoas que dele dependem direta ou indiretamente para a sua sobrevivência financeira. São mais de DUZENTAS MIL pessoas.

Portugal só pode ter os números que tem no Turismo, porque há também mais de Duzentas Mil camas para alojar Turistas desde 2014 e que os turistas QUEREM. Ninguém os obriga a dormir lá. São eles que as alugam, porque confiam, porque sabem da qualidade que lhes damos e voltam e trazem amigos e famílias.

Não é só porque na Tunísia há problemas, é porque estamos a dar mais e melhor.

Deputados do parlamento Português, de todos os partidos, nas chamadas comissões, chamaram e ouviram, pediram opiniões, falaram com provavelmente mais de 100 pessoas ligadas de forma direta e indireta ao setor do Alojamento Local, na intenção de fazer mudanças a uma lei nacional que até funciona e resulta bem!

Estes deputados aparentemente demoraram 6 meses a pensar..., pensar..., avaliar, considerar reconsiderar..., alguns provavelmente nem dormiam “preocupados” como mudar para melhorar algo que já funciona bem, mas que tem de mudar, porque resulta, acho que até os ouvia:

...porque funciona bem sendo simples? Como? Isso é algo inexplicável ou inaceitável para um país como Portugal !

Infelizmente as mais de 100 pessoas que foram ouvidas nas comissões e ainda os mais de 200.000 eleitores, cidadãos Portugueses que dependem diretamente do AL, estão, segundo tudo indica, a ser usadas como se usa o papel higiénico e para a mesma função.

É que de tudo o que foi dito, provado, com números e ainda mais importante, as sugestões para se melhorar e ajustar onde realmente era preciso, ( alguns bairros históricos ) serviu infelizmente segundo tudo indica, para pouco mais que a tal função referida acima. A função do papel higiénico.

Um grande obrigado aos senhores deputados que ficaram responsáveis por este assunto e aos que votaram favorávelmente as mudanças ao Regime Jurídico do Alojamento Local. Prestaram um elevado serviço ao povo Português. Um serviço digno de não ser esquecido, muito em particular quando fica óbvio que o importante era ir de férias com a lei votada e aprovada, se pensarmos na maratona que tiveram no último dia de votações no plenário.

Embora o povo Português seja o que é ( memória curta ) e algumas vezes até ingénuo, acho que desta não se vão esquecer. Pelo menos estes DUZENTOS MIL  vão ficar com “o olho” mais aberto para ver que papel afinal têm neste Portugal.

 

 António Santos

zibilocal 2